Início » Conheça One Piece » Eiichiro Oda (Autor)

Eiichiro Oda (Autor)

One Piece é escrito e ilustrado pelo mangaka Eiichiro Oda ( 尾田栄一郎, Oda Eiichirō ).

Vida pessoal

eiichiro-oda

Oda nasceu em 1 de janeiro de 1975 na cidade de Kumamoto, província de Kumamoto no Japão.

Inspirado pelo trabalho de Akira Toriyama, o criador de Dragon Ball, Oda começou a aspirar uma carreira de mangaká ainda na infância. Seu interesse por piratas surgiu através do desenho animado Vickie, o Viking.

Em 2002, Oda conheceu a modelo Chiaki Inaba (稲葉ちあき, Inaba Chiaki) em um evento da editora Shonen Jump, onde ela participou de uma apresentação interpretando a personagem Nami. Eles se casaram em 2004 e tiveram uma filha em 2006.

Chiaki Inaba
Chiaki Inaba
Chiaki Inaba na Jump Festa 2002
Chiaki Inaba na Jump Festa 2002

Favoritos do Oda

Mangakás: Akira Toriyama (Dragon Ball) e Hiroyuki (Shaman King).
Cantores: Eminem, Avril Lavigne, Bryan Adams, Izumi Katou e Brook Benton.
Música: Soul dos anos 70.
Cineastas: Quentin Tarantino, Tim Burton, Akira Kurosawa, Hayao Miyazaki e Baz Luhrmann.
Filmes: Os Setes Samurais, Os Jovens Pistoleiros e O Estranho Mundo de Jack. Oda também gosta bastante de filmes de faroeste em geral.
TV: Oda não assiste muito TV, mas gosta de programas cômicos.
Jogo: Dragon Quest.
Comida: Mexicana
Animal: Cachorros, preferencialmente os de grande porte e de temperamento dócil.
Pirata da vida real: Edward Teach (Barba Negra).
Lugares que gostaria de visitar: Mongólia, Ilhas Maldívias e Índia.

Obra

Em 1992, aos 17 anos (mesma idade de Luffy quando iniciou suas aventuras) Oda inscreveu Wanted!, seu primeiro trabalho, no Prêmio Tezuka o qual ficou em segundo lugar. Naquele mesmo ano, ele começou a trabalhar como assistente na Shonen Jump.

Inicialmente, ele trabalhou com Masaya Tokuhiro no mangá Jungle King Ta-Chan. Em 1994, ele trabalhou brevemente com Shinobu Kaitani Suizan Police Gang antes de voltar a trabalhar com Tokuhiro. Naquele mesmo ano, ele abandonou a faculdade ainda no primeiro ano.

Entre 1993 e 1994, ele fez alguns trabalhos menores, tais como God’s Gift for the Future (1993), Itsuki Yakou (1994) e Monsters (1994). Oda acabou incorporando elementos e personagens de Monsters em One Piece, tais como Ryuma.

Jungle King terminou em 1995 e Oda se juntou a Tokuhiro para criar Mizu No Tomodachi, projeto encerrado em 1996, mesmo ano em que Oda começou a trabalhar no renomado mangá Rurouni Kenshin (Samurai X), como assistente de Nobuhiro Watsuki.

No final de 1996 Oda criou duas histórias curtas para seu portfolio intituladas Romance Dawn Versão 1 e Versão 2, que foram o embrião do que viria a ser One Piece.

Em 1997, Oda parou de trabalhar com Watsuki para começar a trabalhar em One Piece, planejando os primeiros oito capítulos antes de começar a escrever e ilustrar o mangá, o qual começou a ser publicado em agosto daquele ano. Alguns dos primeiros esboços de One Piece podem ser vistos no primeiro Color Walk.

Trabalhos

– Wanted! (1992)
– God’s Present for the Future (1993)
– Ikki Yakou (1993)
– Monsters (1994)
– Romance Dawn (Version 2, 1996)
– One Piece (1997 – em andamento)
– Wanted! (1998) – coleção de histórias curtas
– Dragon Ball x One Piece: Cross Epoch (2007)
– One Piece x Toriko (2011)

Métodos

Mesa de trabalho do Oda
Mesa de trabalho do Oda

Como muitos mangakás, Eiichiro Oda usa ferramentas características para desenhar. Para fazer os esboços, ele usa lápis e borrachas Art Gum e para fazer a arte finalização com nanquim, Oda geralmente usa canetas G-Pen ou Maru Pen. Para corrigir erros depois da arte final, ele usa nanquim branco.

Para os trabalhos coloridos, Oda usa canetas da Copic Markers, uma marca conhecida entre desenhistas profissionais. Embora não haja confirmação oficial, parece evidente que Oda tem usado aquarela em trabalhos mais recentes.

Oda colorindo com canetas Copic Marker.
Oda colorindo com canetas Copic Marker.

Como vários outros mangakás, Oda não parece usar métodos digitais, preferindo manter todo o processo da maneira mais artesanal possível, diferente do que ocorre em quadrinhos comerciais americanos e europeus. Ele não reaproveita as artes e cada quadro do mangá é feito individualmente, preferindo redesenhar as cenas completamente nos flashbacks.

Em um dos primeiros SBS (sessão de cartas dos leitores de One Piece), Oda comentou que geralmente está cerca de cinco edições à frente dos mangás já publicados para ter tempo hábil de finalizar o trabalho e mandar para a editora Shueisha. Cerca de três dias são dedicados aos esboços e três dias são gastos na obra final.

Oda prefere trabalhar com o mínimo de assistentes possíveis, os quais o auxiliam com a arte final, detalhamento, planos de fundo e tons de cinza. Sua equipe é formada tanto por profissionais mais experientes quando por novatos buscando construir uma carreira na indústria.

Oda afirmou preferir usar preto ao invés de tons de cinza, mantendo seus desenhos mais contrastados. Os tons de cinza geralmente são usados para efeitos especiais e fazer sombreamento em cenas específicas.

oda-desenhando-3

oda-desenhando-2

Vídeo de Oda desenhando os personagens Luffy e Chopper:

Extremamente dedicado, Oda costuma trabalhar no mangá quase que initerruptamente, costumando virar a noite trabalhando sozinho em seu estúdio, geralmente ouvido soul music. Ele costuma dormir das 8 da manhã até o meio-dia (somente quatro horas de sono diariamente), por isso Oda praticamente mora em seu estúdio. Sua família costuma ir visitá-lo em seu local de trabalho, uma das poucas ocasiões em que Oda interrompe suas tarefas.

De acordo com Hisashi Sasaki, editor da Shonen Jump, Oda é uma das pessoas mais trabalhadoras que ele já conheceu e evita sequer parar para comer quando está trabalhando nos roteiros de One Piece, para não quebrar a concentração.

Quando Oda foi hospitalizado em 2013 devido às complicações de uma infecção nas amídalas, o mangaká Masashi Kishimoto, criador de Naruto, o visitou no hospital e afirmou que ele estava desenhando capítulos de One Piece mesmo enquanto estava acamado.

De acordo com declarações de Oda e de um de seus editores, One Piece ainda deve durar mais dez anos. Depois de colocar um fim às aventuras de Luffy, Oda pretende fazer um mangá mais curto, provavelmente sobre robôs.

Apesar do ritmo intenso de trabalho, Oda afirma que escrever um bom mangá é sua maneira de aliviar o estresse que fazer uma história interessante é o que lhe deixa mais feliz.

Em 2009, Oda quase foi às lágrimas com uma homenagem por seu esforço e dedicação feita pelos dubladores do anime durante a Jump Festa, os quais cantaram Binks No Sake vestindo acessórios típicos de seus respectivos personagens.

Curiosidades

eiichiro-oda-avatar

– O avatar de Oda é uma pessoa com cabeça de peixe.
– Ele é um fumante inveterado.
– O nome de Oda aparece frequentemente na lombada de livros no anime.
– Oda é frequentemente chamado de “Odacchi”, “sensei” ou “Oda-sensei” por seus fãs.
– Em uma das entrevistas de Oda para a Shonen Jump durante as primeiras edições de One Piece, Oda afirmou que Buggy era até então seu vilão favorito na história, e que se ele pudesse comer uma Akuma No Mi seria a Bara Bara No Mi.
– Quando perguntado qual personagem de mangá ele gostaria de ser ele respondeu Nico Robin, para poder fazer os mangás mais depressa com os braços adicionais.
– Em 2007, Oda recebeu cerca de cem emails com ameaças de morte enviados pela esposa de um de seus ex-assistentes. Ela foi presa em 2009.
– Oda ficou em 4º lugar em uma pesquisa da Oricon sobre qual mangaká mudou a história.
– Oda fatura cerca de 2 bilhões de ienes (cerca de R$ 44.140.000,00) anualmente com os royalties de One Piece.

Fontes:
One Piece Wikia
One Piece Bay
Oro Jackson
The Grand Line